agosto 13, 2007

Sonhos

«Quando renunciamos aos nossos sonhos e encontramos a paz, temos um período de tranquilidade. Mas os sonhos mortos começam a apodrecer dentro de nós e a infestar todo o ambiente em que vivemos. O que queríamos evitar no combate, "a decepção e a derrota", passa a ser o único legado da nossa cobardia. O homem precisa de escolher e não aceitar o seu destino.
Nos momentos em que precisamos de tomar uma decisão muito importante é melhor confiar no impulso, na paixão porque a razão geralmente procura afastar-nos do sonho. Justificando que ainda não é chegada a hora. A razão tem medo da derrota... Mas a intuição gosta da vida e dos desafios da vida...»
Paulo Coelho

5 comentários:

criolinha disse...

É tudo verdade amiga!
Aparece!
Bjs criolooooooooooooooos!!!!!

Aninhas disse...

Concordo plenamente, prefiro arriscar impulsos do que que passar a vida a lamentar o que não foi feito. ..

Beijokas
Ana

Tiquinha disse...

nem sei que te diga!! concordo com tudo isto, mas creio que também será salutar saber chegar a uma altura e dizer já chega, também temos que ter essa opção na vida, se não arriscamo-nos a uma vida com um unico objectivo, arriscamo-nos a uma penosa existência, focada num só sonho. compreendo-te bem, sabes que sim... mas...tem que haver sempre um mas.
beijocas
tica

kitty disse...

Nunca renuncies aos teus sonhos, amiga!
:)
Beijinho

Susana Pina disse...

Amiguinhaaaaaaaaaaa!!!
Quanto tempo...Tenho falado tanto de ti à texuguinho, a perguntar-lhe se sabia alguma coisa de ti, mas ela também não sabia.
Amiguinha, agora que estás de volta, vou acompanhar-te sempre. Estou muito feliz com o teu regresso. Espero que estejas bem.
Um grande bj desta amiga de hà uns anos
Susana